segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

O preconceito nas eleições

Penso que uma sociedade que não tem respeito com as eleições e não as trata com responsabilidade, perdeu o amor próprio. Nestas últimas eleições municipais (2008), na cidade do Salvador aconteceu um fato inusitado: um transsexual se elegeu com uma das campanhas mais babacas que eu já tinha assistido. Já vi algumas piores, mas felizmente o indivíduo que a divulgou não se elegeu, mas nesse caso, bem... dizem que a voz do povo é a voz de Deus. Talvez seja a voz do mesmo Deus que se omitiu enquanto via 'seu filho' sofrendo ao ser crucificado há 2000 e alguns anos atrás (se eu for preciso, o texto fica desatualizado). Mas voltando ao foco, o povo elegeu, e eu até tinha meu pré-conceito sobre o dançarino Léo Kret como parlamentar. Pela campanha abaixo, qualquer um de bom senso também teria.

Entre versinhos bizarros e descrédito da população com a política local (e nacional também), Leo Kret foi o 4º vereador mais votado. Depois de eleito, Alecsandro de Souza Sandos, que só se apresenta com o codinome de dançarino, deu algumas entrevistas às emissoras locais de rádio e televisão, e ainda não levava o caso a sério. Dizia ter sido escolhido pelo povo por ser do povo, que trabalharia pelo povo, faria tudo pelo povão que o elegeu e iria para a apresentação na Câmara de terninho rosa para arrasar. Eu me senti desapontado com a sociedade soteropolitana por ter dado este "grito de protesto".

Mas o que Leo Kret tem a ver com a sustentabilidade de uma sociedade? Por que falar dela(a) neste blog? Bem, este cidadão surgiu como a personificação de uma parte da sociedade que sempre é menosprezada e satirizada, tem seu valor diminuído e ainda é vista com rejeição - os homossexuais. O preconceito que eu disse ter acima não era pelo fato dele ser gay, mas pelo fato de parecer simplesmente mais um aproveitador querendo tirar uma lasquinha da carência da população. Mas ontem (Domingo) vi uma entrevista no jornal A Tarde, o impresso com maior tiragem da cidade, onde eu fiquei em dúvida quanto às intenções do vereador Leo Kret. Não fiquei com vergonha do meu preconceito anterior, porque estou convencido de que tinha razão. O video acima é minha testemunha. Mas através dessa entrevista, eu me senti até mais tranqüilo com o fato de ele ter sido eleito.

Deixando de lado seus exageros, resta torcer que não para que não tenha sido apenas mais uma entrevista de um político que está aprendendo a ser político, a jogar bem com as palavras para ludibriar uma população. Sua eleição levantou pouca expectativa na sociedade, e agora Alecsandro tem a chance de fazer história levantando suas bandeiras (principalmente pela pouca pressão que deve receber), ou ser simplesmente um vereador medíocre como a maioria da população acredita que ele será. Sendo bem assessorado, e mantendo a humildade que sempre demonstra na televisão, não diria que espero vê-lo como o melhor vereador de Salvador, mas se ele passar longe de ser o pior, se for alguém que cumpre com as obrigações e não desvia dinheiro... bem, creio que sua eleição já valeu à pena.

Ele tem capacidade para fazer muito mais. Agora é aguardar e torcer. Para uma sociedade mais igualitária, este rapaz tem uma grande missão pela frente.

Segue na integra, o texto retirado do jornal:
Na sua opinião, qual o principal problema de Salvador atualmente?
Na minha opinião, o pincipal problema é a falta de oportunidades para os jovens. Este problema começa na infância, com a falta de cuidado com as crianças e adolescentes. Tudo isso é dever do município, com as verbas destinadas exclusivamente à saúde, educação e assistência social a gente pode encontrar respostas para reduzir feridas da sociedade, como a violência, o trabalho infantil, o tráfico de drogas. Há pessoas que poderiam demonstrar o seu talento e que são levadas a situações que só lhe prejudicam.

Como o senhor gostaria de ser lembrado daqui a quatro anos?
No final do meu primeiro mandato gostaria de ser lembrada como a vereadora mais atuante dos últimos tempos. Como uma vereadora que surpreendeu a muitos críticos por defender as questões da cidade de forma transparente. Entendo pouco sobre o funcionamento da Câmara, mas tenho meus conselheiros. Não preciso ser a mais exótica ou diferente, eu preciso ser coerente e trabalhadora. Quero que, daqui a quatro anos o povo tenha certeza de que não jogou seu voto fora.

Quais são suas propostas de atuação no Legislativo municipal?
Vou atuar com propostas voltadas para as minhas principais bandeiras, que são a atenção aos jovens e às crianças; aos artistas, à comunidade GLBT e, especialmente, à população carente de Salvador. Quero poder canalizar para a Câmara as solicitações da população em geral. Além disso, quero trabalhar para que esta cidade conviva melhor com a diversidade, que seja uma cidade que investe na cultura. Quero contribuir com oportunidades para que as pessoas possam viver bem, circular melhor pela cidade e trabalhar.

Qual é o papel da Câmara de vereadores na sua opinião?
papel da Câmara é legislar, criar leis, fiscalizar o Executivo, mas principalmente servir de tribuna para os anseios do povo que nos trouxe. Também é papel de todos os vereadores indicar ao prefeito ações que devem ser executadas em toda a cidade. Ou seja, temos de estar sempre atentos para toda a cidade para levar projetos ao executivo. Estamos aqui para votar por projetos que sejam de apoio para toda a comunidade. Estamos aqui para lutar, buscar meios para que o povo viva com mais dignidade.

O senhor se compromete a tornar público o uso de recursos do seu gabinete?
Com certeza. Já estou vendo a possibilidade com meus assessores. Hoje em dia, é público, todos sabem quanto um vereador ganha, quanto tem de verba de gabinete. A sociedade já tem buscado esta transparência, as pessoas querem saber, cada vez mais, através da internet, dos tribunais de contas, como o dinheiro está sendo gasto. Também pretendo disponibilizar esta prestação de contas para associações de bairro, não temos por que esconder. Queremos poder gastar a favor da população.

6 comentários:

Josi Valentim disse...

Acesse o blog e ajude!!!

S.OS Santa Catarina e dessa vez ...

"que isso nunca aconteça com você!"

http://poisehguria.blogspot.com

Speed Boy disse...

Meireles,

Não acredito que o Leó kret possa acrescentar muito a nossa sociedade como vereador.

É claro que a sua entrevista no a tarde foi manipulada por algum assessor de imprensa que esta ganhando para fazer sua imagem aparecer melhor.

Acho que ele vai se parecer mais com outro personagem famoso da Tv.

A Lady Kate.

O Léo Kret já deve ter o seu "Grauber" trabalhando para fazer a sua imagem melhorar, e assim não ser execrado publicamente.

Não sei se você sabe, mas o mandato do Leo Kret estava sob o olhar da justiça porque ele não apresentou as documentações necessárias antes das eleições.

Como é que um cidadão que nem se quer teve a responsabilidade de cumprir um mero ato formal vai legislar a favor do povo que votou nele?

Acho que deviam fazer uma prova com os candidatos antes das eleições. Teriam que ter o mínimo de conhecimento comprovado de leis, cidadania e política antes de sentar em uma cadeira da câmara municipal para legislar em causa própria.

Aproveitando, pode passar agora todo dia no meu blog porque vai ter atualizações 2x ao dia pelo menos.

Esta semana estou dando enfoque no tema Crash test e segurança veicular.

www.carrosqueodeio.blogspot.com

abraços Edu!
Abraços !!!

Anônimo disse...

Tomara que o vereador eleito realmente cumpra o que prometeu...quanto à entrevista, está bem escrita, estruturada... quem será o assessor dele ?

Fogo disse...

és muito crente nesse tema, isso é bom!!!!

santi.dx disse...

http://rangervermelho.blogspot.com/

marceloclash disse...

Muito bom o post. Faz a gente parar pra pensar em diversos pontos da política.

http://papodomarcelo.blogspot.com/