terça-feira, 25 de novembro de 2008

Um novo modelo econômico

Esta tirinha é só para incitar a reflexão.

Fonte: http://blogdoplaneta.com/colunaepoca
Texto de: Marcela Buscato

O WorldWatch Institute, uma das organizações ambientais mais respeitadas do mundo, aproveitou o ensejo da crise econômica global para sugerir a criação de um novo modelo econômico. Desta vez, verde e sustentável, e não assentado no consumismo desenfreado.
Ele se basearia em princípios como eficiência energética, investimento em infra-estrutura não-poluente e fabricação de produtos mais duráveis. Enfim, em tudo o que os ambientalistas têm propagado há anos. Mas antes que algum governante erga a mão para dizer “Ei, com a crise não teremos dinheiro para fazer as mudanças necessárias”, o WorldWatch listou de onde poderiam vir os fundos para tal investimento:
*Cortar gastos militares: segundo estimativas do Instituto de Pesquisa da Paz de Estocolmo foram gastos US$ 1,3 trilhões no passado. Só os Estados Unidos desembolsaram US$ 700 bilhões para manter tropas no Afeganistão e Iraque

*Dinheiro do petróleo: os países que detêm as maiores reservas petrolíferas poderiam investir suas fortunas em negócios verdes. Seriam entre US$ 2 trilhões e US$ 3 trilhões por ano. Os subsídios destinados aos combustíveis fósseis poderiam se tornar um fundo de incentivo à tecnologias limpas

*Taxa verde: implantar uma taxa de comércio internacional, que movimenta cerca de US$ 3,7 trilhões por dia. O WorldWatch sugere até um nome para o imposto: Taxa de Tobin, em referência ao economista que propôs a idéia, James Tobin

*Seguradoras: são as mais afetadas pelas catástrofes naturais, agravadas pelas mudanças climáticas. Nas últimas duas décadas, gastaram US$ 1,4 trilhão. Um incentivo e tanto para contribuir com um novo modelo econômico.

Para quem duvida que levantar tal soma de dinheiro seja possível, o WorldWatch lembra que os Estados Unidos reuniram US$ 700 bilhões em questão de dias para evitar falências.

É uma questão de prioridade.

5 comentários:

marceloclash disse...

Gosto de vir sempre ao seu blog pra ver esse trabalho de educação ambiental que você faz. Isso é muito importante pra humanidade. Parabéns.

http://papodomarcelo.blogspot.com/

amandaedalete disse...

Gostei da tirinha ^^

Daniela Lima disse...

Oi! Faz tempo que não passo aqui, peço desculpas, mas tenho andado exausta neste final de ano, sobre as sacolas ecológicas, acho uma alternativa para as coisas simples, a gente não pode trazer um objeto em cada sacolinha, e os biodegradáveis nem são tão bios assim??!!! sobre seu post, veja este vídeo q esta neste blog, é muito bom mesmo
http://ra-bugio.blogspot.com/2008/11/video-histria-das-coisas.html

tenho certeza q vc vai gostar e tem haver um com o q vc disse!!!
valeuuuuuuuu

JacK B. disse...

é complicado esse lance ambiental.
eu concordo com tudo, tento fazer a minha parte, mas o mundo é cego demais para ver coisas que estão diante de nossa face, eles não tem noção da proporção da catástrofe que estão causando, isso em SC é uma das provas, eles não sacam que os danos tem ficado cada vez mais incalculaveis, o buraco da camada de osônio já é três vezes maior que o Brasil.
a começar pela midia, poderia infatizar muito mais os riscos disso ao invés de ficar mostrando noticias batidas todos os dias.

Tio Sam disse...

Achei a tira engraçada. muito boa,assim como o texto.
Muito interessante.

Parabéns pelo blog!