terça-feira, 11 de novembro de 2008

Reciclagem, será mesmo a melhor alternativa?


Muita gente pensa que age corretamente separando o lixo para a coleta seletiva. Bem, de fato isto é um grande feito, mas deve ser apenas a última alternativa.

Em me acostumei a dizer em alguns outros textos deste blog que lixo é tudo aquilo que não tem mais serventia, mas esta é uma análise complicada, afinal, nem tudo que não tem uso para nós é considerado lixo para outros...

Em primeiro lugar, creio que a atitude mais correta para se dizer que se tem uma consciência ambiental é diminuir o consumo exacerbado, ou seja, acabar com o desperdício. Conseguindo-se atingir este objetivo, ai passemos a pensar no nosso consumo sem desperdício, mas se ele é realmente necessário. Vou dar um exemplo besta que se aplica aos homens: considere a situação de você num banheiro público querendo fazer o 'número 1', e há duas opções para isto: um vaso sanitário e um mictório. Lembre que num vaso sanitário são despejatos em média 6 litros de água para 'limpar' se muito uns 250ml de urina. Já no mictório você consegue fazer a higienização do aparelho dando uma descarga que despeja apróx. 400ml de água.

Este exemplo não trata especificamente de um lixo resitual, mas o excesso de água que se gasta numa descarga poderia ser evitado nesta situação. E é sobre este aspecto de análise que eu baseio meu argumento... Antes de pensar em reciclar, devemos reduzir ao máximo nosso percentual de descarte. Quando vamos descartar algo, pensemos se não é algo que pode ser doado, pois mesmo quebrado haverá alguém que conserte, com certeza. Roupas, agasalhos, sapatos e sandálias velhas... tem certeza de que isto deve ser considerado lixo? E quanto aos alimentos, não tenha dúvida de que eles teriam uma contribuição muito mais nobre no seu jardim (após um pré-tratamento que não é nada complicado) do que num aterro sanitário.

Tomadas estas precauções, ai sim, lembremos da coleta seletiva que destina nossos resíduos para entrar novamente na cadeia produtiva... Mas antes, pensemos no nosso desperdício.

4 comentários:

Daiane Santana disse...

Opa... obrigada pela visita !! e eu gostei do "parafraseando" hauhauaa

Olha .... belíssima argumentação .... mas, vejo que vc nada mais fez do que mostrar as outras utilidades que podem ser feitas quanto ao lixo, além apenas de reciclar ... neste âmbito ... vc coloca alí a parte de reutilização, reaproveitamento, enfim... os vários R's da vida ... que nada mais são que um Pré-destino para algo que nós julgamos que as vezes pode não ser mais útil para alguem ....

No caso do miquitório já é questão de educação ambiental MESMO .....

Enfim .... Devemos é colocar os outros R's para funcionar ... e não apenas lembrar que existe apenas a RECICLAGEM ... né não?

ahuahauhaa

Bjão aeh e sucesso :*

Eduardo Miguel disse...

- Muitos falam da reciclagem muitos esquecem que o aspecto é terminal no processo, é preciso destacar antes repensar consumo reduzindo o desnecessário, reutilizar o possível e mais alguma coisa e depois então...
- Seu post é pertinente e nos ajuda a todos com reflexões e conjecturas que auxiliam na formação de opinião, parabéns!

Alice Daniel disse...

Um assunto com várias possibilidades.

Margareti disse...

A very interesting point of view!