quarta-feira, 26 de novembro de 2008

O Dilema da Panela

Prezados leitores, aqui estamos mais uma vez. Qualquer pessoa minimamente informada está vendo os estragos que estas “chuvas de verão” estão fazendo no sul do país. Estes fatos recentes me fizeram lembrar do apontamento de um professor, na minha época de aluno de engenharia mecânica. Ele começou a falar do “dilema da panela”.

Imaginemos a seguinte situação... Chove muito, você está em casa com sua família assistindo televisão na sala comendo algo gostoso e bebendo chocolate quente para aquecer... de repente você percebe uma gota caindo do teto e pensa ‘que ótimo, uma goteira’. Você tem duas opções, deixar a preguiça falar mais alto e deixar para depois passar um pano onde molhou ou simplesmente colocar uma panela para aparar aquela água. Suponhamos que você tenha aprendido quando criança que não se pode desperdiçar água, e fazer isto agora lhe deixaria com peso na consciência... ok, com a pressão psicológica que eu estou fazendo você se levanta daquele sofá super agradável e vai pegar uma panela... De volta ao sofá, tudo volta a ficar bom como antes, até que você percebe que parou de pingar onde você colocou a panela, e passou a pingar em outro local. Sem problemas, mudemos a panela de lugar. Você termina de assistir o programa que passava na televisão, vai dormir, e no dia seguinte só vai lembrar do que aconteceu quando pegar aquela água da panela para regar as plantas do seu pequeno jardim, e continua vivendo feliz para sempre.

Mas e onde está a filosofia desta historinha? Está exatamente em considerarmos o teto da casa como nosso teto, meu e seu ao mesmo tempo... nossas cidades, nosso país. Neste contexto de depredação ambiental e aquecimento global, os ciclos da vida no planeta estão sendo alterados. Não vou dizer que o ciclo da água será interrompido, mas já é notável que ele está sendo modificado. Esta alteração, evidentemente é algo natural, mas o crítico está em conseguirmos perceber estas mudanças. Qualquer alteração ambiental força os indivíduos a evoluírem e se adaptarem às novas condições, mais ou menos como disse Charles Darwin, só que com mudanças tão rápidas, nossa espécie tenderá à extinção antes de conseguir se adaptar. Tudo bem, confesso que este argumento é extremamente dramático e um tanto radical, então falemos de algo que todos entendem. Dinheiro.

A matriz energética brasileira foi quase totalmente baseada no fornecimento de energia hidroelétrica. Se tem muita água em algum lugar, a gente faz uma barragem, coloca uma turbina acoplada a um gerador, e pronto, temos energia para toda uma sociedade. Mas estas usinas de eletricidade para serem implantadas são feitas baseadas em estudos históricos de pluviosidade. Você tem que garantir a sustentabilidade de uma obra, e nem falo este termo pregando o foco ambiental, mas econômico mesmo. Se não chover você simplesmente não gera mais energia. Não há estudos que digam que o ciclo da água está tendendo ao fim, mas é perceptível que ele está mudando de local. Aonde chovia bastante, hoje já não chove mais com tanta intensidade, e aonde a intensidade era menor, hoje alaga cidades inteiras.

Não que seja este o problema em Santa Catarina, lá foi questão de teimosia. Relatos históricos já mostravam que aquela região embora bela não seria uma boa morada, até a chegada de imigrantes alemães e italianos, que resolveram desafiar as leis da natureza e fixaram moradia no 'pé da serra', na beira do rio. Ali sempra alagou, mas desta vez foi dado o ultimato de despejo. Mas não podemos negar que há muito pouco tempo tem se tornado muito comum em Santa Catarina a incidência de grandes temporais fora do normal e ciclones antes só vistos fora do país. Talvez este fato sim tenha relação com o dilema da panela.

Quando o problema é dentro de casa, é fácil resolver. Simplesmente mudamos a panela de lugar. Mas e agora num contexto tão complexo? Vamos construir uma nova usina a cada 10 anos pelo simples fato de as mais antigas não conseguirem se manter? Estes prejuízos ambientais acarretam em mais custos para quem constrói, e não tenham dúvidas de que estes custos serão repassados para quem consome.

13 comentários:

Calango disse...

Cara... gostei do seu texto...

achei que saiu um pouco do foco uma vez, mas no geral é um bom texto...

essa teoria do "dilema da panela" eu gostei muito...

pode ser usada em várias situações...

PequenAprendiz disse...

Olá Eduardo
A situação de Santa Catarina é muiiiitooo complicada. É coisa de filme, inacreditável o estrago que a chuva causou.
Ouvi no jornal nacional ontem que choveu em três dias lá o que era pra chover em 4 meses, ou seja, totalmente desregulado.
Pena que a gente não pode usar a panela pra abastecer outros lugares que estão sendo castigados pela seca.

Beijos moço!

marceloclash disse...

Custos só geram mais custos. As pessoas precisam de educação, só através da educação correta vão aprender a respeitar o meio ambiente.

http://papodomarcelo.blogspot.com/

Rα i sα ~ disse...

É reconfortante ver que alguém se importa. Seria imensamente feliz se houvesse a certeza de que cada um faz sua parte :)

David Tiago disse...

Olá Meirelles,

Sou de Blumenau, Santa Catarina, e vi o link para seu blog na comunidade do Greepeace no orkut.
Não sei de onde você é, mas acho que você precisa de algumas informações.
Morar em Santa Catarina ou no Vale do Itajaí não é teimosia. Sempre vivi aqui, já presenciei diversas cheias do rio, mas nunca vi algo como o ocorrido nos últimos dias. Esta não é uma situação comum. Existem, sim, áreas que são alagadas com facilidade, mas nosso rio não é como o Nilo que inunda diversas regiões todo ano. Pelo contrário, ele é bastante estável. Nossa região também preza muito pela conservação ambiental. Sim, ainda há muito desmatamento, mas estamos avançando considerávelmente com a criação de parques ecológicos e empresas que procuram o desenvolvimento sustentável.
Caso queira trocar uma idéia sobre o assunto, por favor me deixe um scrap, você vai reconhecer meu post no tópico da comunidade.

PCN disse...

Você escreve bem, curti a proposta do blog. Gostei desse "dilema da panela".

E bem, como consertar esse problema?
Esses acontecimentos em Santa Catarina andam me assustando muito!

Arte&Reciclagem disse...

Concordo com o Marcelo, somente uma população educada pode compreender tds os mendros da situação. Começa com desperdício, passa pela falta de educação qdo alguem joga uma garrafa pet na rua, até a escolha de nossos dirigentes. Só investindo em educação poderemos acreditar num mundo melhor.

Kah disse...

Nunca mais esqueço da "história da panela" =]

ótimo texto! Msm! Uma ótima explicação do que aconteceu em Santa Catarina, pq eu fico me perguntando? "mas como? não teve como prever? Do nada mesmo?"

Bem, um acidente triste e trágico!

Que bom, você fala com o leitor! Isso é ótimo, mostra que se importa realmente com quem vai ler!

Obs: Muitoo obrigada! Você entrou no meu blog, deixou um comentário bacana e ainda percebeu que eu e o PCN somos DUAS pessoas! É sério amigo, você pode achar um absurdo mas jah me chamaram de PCN assim como o chamaram-no de Kah!

marceloclash disse...

Passando aqui pra marcar minha presença de sempre. Em relação a Santa Catarina, o que houve foi uma reação da natureza perante aos homens. O meio ambiente da de saco cheio das besteiras que o homem faz no mundo.

http://papodomarcelo.blogspot.com/

Daniela Lima disse...

Muitos fatores contibuiram e contribuem para toda a tragédia do meu Estado, hj além das doações fianceiras, alimentos, remédios e tudo mais, antes de reconstruir as cidades afetadas, é necessário um planejamento urbano adequando para a área, onde, como construir, isso deve ser pensando para q o casa não se repita!!!

Luciano Freitas disse...

Já estive nesse blog e não posso deixar de repetir que esse blog está de parabéns em tudo! Na forma como escreve, no conteúdo do que é escrito... enfim. Um belo blog

30 e poucos anos. disse...

Estamos brincando de cuidar do planeta ... será que agora vamos conseguir tomar decisões mais certas?

Josi Valentim disse...

Muito bom teu texto.
Estou em campanha.... no meu Blog.

Acessem o blog e ajude!!!

S.OS Santa Catarina e dessa vez ...

"que isso nunca aconteça com você!"

http://poisehguria.blogspot.com