terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Chuvas arrasadoras e secas mais intensas

Primeiro gostaria que vocês assistissem aos dois videos abaixo. São do Jornal da Globo, dadato de 22 de dezembro de 2008. Como eu já postei anteriormente um texto que reflete bem esta realidade, vou sugerir que você dêm uma lida no texto "O dilema da panela". Este texto retratava um pouco o ocorrido em Santa Catarina, e agora se aplica ao contexto do interior mineiro e da capital paulista também.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Regue sua lâmpada

Fonte: http://blogdoplaneta.com/colunaepoca
Texto de: Thaís Ferreira


Como você acende luminária da foto? Jogue água nela! Não, ela não vai explodir e você não vai ter perigo de tomar um choque.

Dentro dessa luminária existem células com terra úmida, onde microorganismos produzem eletricidade suficiente para mantê-la acesa. Também há cobre e zinco para conduzir a corrente gerada. Segundo o inventor, Marieke Staps, não é preciso muita água na lâmpada, que funciona com energia “gratuita e amiga do meio ambiente”, como ele define. Ela ainda ajuda a diminuir a conta de luz.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Dicas de presentes para o Natal

Certa vez me perguntaram sobre um presente de natal ideal, e que fosse ecologicamente correto. Eu respondi que tudo que é comprado por 'consumismo' já é politicamente errado, quanto mais se analisarmos do ponto de vista ambiental. Pela tradição, a simpatia das pessoas nesta época passa a ser medida pela sua capacidade de distribuir lembrancinhas... O detalhe é que lembrancinha por lembrancinha, todo mundo recebe, todo mundo dá, e o objetivo que era de não passar em branco, e mostrar que de alguma forma lembrou daquela pessoa passa batido, afinal, lembrancinha é algo que todo mundo recebe de todo mundo. Não gaste dinheiro com bobagem, dê um presente útil neste Natal. A melhor maneira de saber o que é útil, é sabendo diretamente da pessoa o que ela necessita.

Experimente dar presentes originais neste natal, e certamente você vai atingir o seu objetivo de marcar de alguma forma a pessoa presenteada. E uma coisa que não pode deixar de ser citada neste texto: abra mão das embalagens. O importante do seu presente deve ser o sentimento de feitiço impregnado nele. O rótulo, a embalagem, só vai servir para entupir um caminhão de lixo no dia seguinte, e o pior, você pagará mais por isto.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

O preconceito nas eleições

Penso que uma sociedade que não tem respeito com as eleições e não as trata com responsabilidade, perdeu o amor próprio. Nestas últimas eleições municipais (2008), na cidade do Salvador aconteceu um fato inusitado: um transsexual se elegeu com uma das campanhas mais babacas que eu já tinha assistido. Já vi algumas piores, mas felizmente o indivíduo que a divulgou não se elegeu, mas nesse caso, bem... dizem que a voz do povo é a voz de Deus. Talvez seja a voz do mesmo Deus que se omitiu enquanto via 'seu filho' sofrendo ao ser crucificado há 2000 e alguns anos atrás (se eu for preciso, o texto fica desatualizado). Mas voltando ao foco, o povo elegeu, e eu até tinha meu pré-conceito sobre o dançarino Léo Kret como parlamentar. Pela campanha abaixo, qualquer um de bom senso também teria.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

O Dilema da Panela

Prezados leitores, aqui estamos mais uma vez. Qualquer pessoa minimamente informada está vendo os estragos que estas “chuvas de verão” estão fazendo no sul do país. Estes fatos recentes me fizeram lembrar do apontamento de um professor, na minha época de aluno de engenharia mecânica. Ele começou a falar do “dilema da panela”.

Imaginemos a seguinte situação... Chove muito, você está em casa com sua família assistindo televisão na sala comendo algo gostoso e bebendo chocolate quente para aquecer... de repente você percebe uma gota caindo do teto e pensa ‘que ótimo, uma goteira’. Você tem duas opções, deixar a preguiça falar mais alto e deixar para depois passar um pano onde molhou ou simplesmente colocar uma panela para aparar aquela água. Suponhamos que você tenha aprendido quando criança que não se pode desperdiçar água, e fazer isto agora lhe deixaria com peso na consciência... ok, com a pressão psicológica que eu estou fazendo você se levanta daquele sofá super agradável e vai pegar uma panela...

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Um novo modelo econômico

Esta tirinha é só para incitar a reflexão.

Fonte: http://blogdoplaneta.com/colunaepoca
Texto de: Marcela Buscato

O WorldWatch Institute, uma das organizações ambientais mais respeitadas do mundo, aproveitou o ensejo da crise econômica global para sugerir a criação de um novo modelo econômico. Desta vez, verde e sustentável, e não assentado no consumismo desenfreado.
Ele se basearia em princípios como eficiência energética, investimento em infra-estrutura não-poluente e fabricação de produtos mais duráveis. Enfim, em tudo o que os ambientalistas têm propagado há anos. Mas antes que algum governante erga a mão para dizer “Ei, com a crise não teremos dinheiro para fazer as mudanças necessárias”, o WorldWatch listou de onde poderiam vir os fundos para tal investimento:

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Pra que passar roupa?

Quando cursava engenharia mecânica, numa aula da cadeira de Ciências do Ambiente certa vez fiz uma análise do ciclo de vida e uma posterior comparação entre camisas de algodão e camisas de poliéster...

O que seria melhor? Uma blusa a partir de um mineral altamente poluente, que gerava muita poluição na sua extração e no seu refino, ou utilizar um produto oriundo de fibras naturais, bio degradável num menor espaço de tempo, mas que demanda grandes áreas devastadas para a monocultura do algodão...

Assim é fácil perceber que ambas geram impacto negativo. A análise neste caso teria que ser focada em você, cidadão, para que se chegue a uma conclusão.

Você compra uma roupa pela necessidade de se vestir para você, ou pela necessidade de se arrumar para a sociedade? A pergunta parece grotesca e altamente indutiva, mas ela tem sentido. Tem gente que compra roupa já pensando no descarte, e não põe em prática uma das teorias do contexto ambiental, a dos 3R's (reduza, reutilize e recicle).

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Salvador e o seu misterioso PDDU

Primeiramente, o que é o PDDU?

Esta é a sigla para o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano. É um instrumento de gestão urbana que visa definir critérios e diretrizes para o uso e ocupação do solo do município garantindo qualidade de vida e justiça social.

O PDDU em Salvador

A primeira aprovação deste projeto se deu no ano de 2004, na gestão do então prefeito pefelista Antônio Imbassay, sem a divulgação das informações e dos documentos, nem a participação da população nas discussões. Evidentemente isto daria merda problema.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Urânio em Salvador!

Cerca de 5km do trajeto percorrido todos os anos por caminhões carregados de concentrado de urânio foram pintados com simbolos nucleares.

Na madrugada do dia 23/10/2008 o GreenPeace pôs a mão na massa novamente, desta vez na terra do São Salvador, da Bahia de Todos os Santos, que está quase gritando Deus nos acuda!

Para conscientizar a população sobre os malefícios da energia nuclear, 20 ativistas demarcaram o trecho em que o yellow cake (o tal concentrado de urânio) passa todos os anos na capital baiana, após sair do município de Caetité, interior do Estado, com destino ao porto da cidade de Salvador, de onde vai para o Canadá pare ser enriquecido e volta para abastecer as usinas Angra.

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Reciclagem, será mesmo a melhor alternativa?


Muita gente pensa que age corretamente separando o lixo para a coleta seletiva. Bem, de fato isto é um grande feito, mas deve ser apenas a última alternativa.

Em me acostumei a dizer em alguns outros textos deste blog que lixo é tudo aquilo que não tem mais serventia, mas esta é uma análise complicada, afinal, nem tudo que não tem uso para nós é considerado lixo para outros...

Em primeiro lugar, creio que a atitude mais correta para se dizer que se tem uma consciência ambiental é diminuir o consumo exacerbado, ou seja, acabar com o desperdício. Conseguindo-se atingir este objetivo, ai passemos a pensar no nosso consumo sem desperdício, mas se ele é realmente necessário. Vou dar um exemplo besta que se aplica aos homens: considere a situação de você num banheiro público querendo fazer o 'número 1', e há duas opções para isto: um vaso sanitário e um mictório. Lembre que num vaso sanitário são despejatos em média 6 litros de água para 'limpar' se muito uns 250ml de urina. Já no mictório você consegue fazer a higienização do aparelho dando uma descarga que despeja apróx. 400ml de água.

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Orgulho em ser brasileiro

Bem pessoal, agora vamos a um momento patriótico, afinal, isto também é necessário para que tenhamos um mundo melhor. Para que aprendamos a valorizar o que temos de bom, para que possamos compartilhar estas experiências de sucesso com os outros, e reconhecer nossos defeitos de fato e assim trabalharmos para reverter este defeito em um efeito positivo.

O texto não é meu, mas senti a necessidade de compartilhá-lo com o maior número de pessoas tanto quanto fosse possível. Sei que tem gente que não gosta de receber correntes, e sinceramente eu sou um desses, então eu não poderia achar que este é o melhor método de divulgar. Mas enfim, eu tenho um blog e partindo do princípio de que quem entra aqui tem o propósito de ler algo interessante, reflitam sobre o texto abaixo. No e-mail em que o recebi informa que a autora é uma escritora holandesa, mas de nome desconhecido.

Agradeço enormemente à professora Margareti Nacamura, por tê-lo compartilhado comigo.
Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado.
Só existe uma companhia telefônica e pasmem!: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Desenvolvimento Sustentável

"A humanidade tem a capacidade de tornar o desenvolvimento sustentável para assegurar que els atenda às necessidades do presente sem comprometer a capacidade das futuras gerações de atender suas próprias necessidades."

Esta frase consta nos autos da primeira reunião da Comissão Mundial Para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, um grupo idealizado em 1972 na Conferência de Estocolmo sobre o Meio Ambiente Humano, que contou com a participação de 113 países e em 1983 foi reconhecida pela ONU (Organização das Nações Unidas).

Mas o que vem a ser este tal de Desenvolvimento Sustentável? Creio que o diagrama abaixo possa representá-lo bem, como uma união de três parcelas:

Equidade Social: O desenvolvimento sustentável deve tender a diminuir as diferenças entre as populações. Há quem diga que isto é impossível num sistema capitalista, aonde para um ganhar o outro tem que perder. Mas por trás disto está a consciência. É difícil atingir muita gente com este discurso de que é necessário consciência, mas em outro texto eu entro neste aspecto de análise.
Preservação Ambiental: Humanos inteligentes e desenvolvidos como somos, capazes de domar os animais e as leis da física, temos que ter astúcia para perceber que somos fracos diante da força da natureza, e que com ela não devemos competir, mas viver em harmonia. Lembram daquela terceira lei da mecânica newtoniana? Ela diz que toda ação gera uma reação contrária e com mesma intensidade. Lembremo-nos dos danos que causamos à natureza todos os dias... Agora imaginemos quando isso se voltar contra nós. Bem, já está voltando!

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Na onda dos BioCombustíveis

Peço desculpas pela falta de constância nas atualizações, mas justifico isto com meus afazeres diários. Este blog não tem um patrocinador que banque seu funcionamento, então como hobbie, sobra pra ele apenas meu tempo livre.

Deixando de lenga-lenga, vamos ao que interessa.

Primeiramente, o que são biocombustíveis?

Atualmente fala-se muito sobre eles, mas também há muito conflito de informações ao seu respeito. Combustível é toda matéria que, na presença de oxigênio, tem a capacidade de se inflamar. Então entendamos como biocumbustíveis os materiais que tenham a capacidade de entrar em combustão e tenham uma origem natural e uma cadeia cíclica na natureza. Mas porque não podemos apenas dizer que é aquele material oriundo de uma fonte natural? Porque a gasolina e o óleo Diesel são provenientes do craqueamento do petróleo, que é um composto mineral - logo, também é natural. O detalhe é que este mineral não é renovável a curto espaço de tempo.

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Análise do ciclo de vida (ACV)

Aos mais preocupados com a questão ambiental, sempre que pensamos em amenizar o impacto de nossas ações, pensamos nas chamadas medidas “fim de tubo”, ou seja, o que faremos com o material após sua vida útil. Vamos reciclar? Renovar, Reutilizar ou reaproveitar em alguma outra coisa que não demande de um material novo? Bem, ainda é muito incipiente a noção de ciclo do material, ou como este tópico é chamado tecnicamente, a análise do ciclo de vida (ACV). De maneira implícita, até temos esta preocupação como uma questão de custo benefício, mas em tempos atuais, o real custo-benefício não deve ser entendido como meramente financeiro.

A ACV equivale a avaliar o impacto ambiental de um material durante toda a sua existência, por exemplo: extração, processamento, transporte, uso/manutenção, desmontagem, reuso/reciclagem e disposição final, e desta forma deixarmos de ter o pensamento do ciclo do material no sentido “cradle to the grave” (do berço ao túmulo) para pensarmos como algo que se renova - "cradle to cradle" (do berço novamente ao berço).

domingo, 12 de outubro de 2008

Carro com selo de eficiência

Você sabe o que significa aquela etiqueta presente em todos os aparelhos elétricos à venda? Isso é importante para que você efetue a compra?

Pois bem, esta etiqueta, ignorada por muitos, é uma poderosa arma que nós, consumidores, temos ao nosso dispor contra o desperdício de energia. Ela descreve o nível de eficiência energética de um produto e outras características dos equipamentos. nelas encontramos os selos do Inmetro e do Procel (Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica).

Ambientalistas e indústria automobilística conseguiram se juntar para introduzir uma etiqueta energíetica nos carros novos a partir de outubro deste ano. O programa será lançado no Salão do Automóvel de São Paulo, e a etiqueta deverá seguir os moldes dos equipamentos eletrodomésticos, com um código de letras, uma escala de cores e um fator médio de emissão de dióxido de carbono (CO2). Por meio desta etiqueta, o consumidor poderá comparar os modelos a partir do consumo de combustível, dentre outros fatores. Embora esta molécula química não seja poluente, ela representa um dos motivos drásticos das mudanças climáticas atuais, o sobre-aquecimento do planeta, e por isso o controlar suas fontes de emissão é tão importante.


No Velho Mundo a etiqueta energética se tornou comum nas lojas e concessionárias de carros novos. Aqui, ao contrário da tentência mundial, os fabricantes tendem a esconder o consumo real, com medo da reação cada vez mais "verde" dos consumidores.
A iniciativa é boa, e permitirá, por exemplo, a adoção de etiquetas semelhantes às disponíveis ao consumidor europeu, de fácil visualização e que pode vir a se tornar um importante fator de análise na hora da compra.

Mas reforço a idéia de que o carro é apenas um meio de transporte. Compre-o apenas se realmente precisar... e comprando-o, antes de usar pense consigo mesmo se não pode ir de ônibus, de bicicleta ou até mesmo andando. Esta reflexão pode se tornar uma arma muito mais importante do que a adoção deste selo.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Mais um sinal da natureza

Muitas pessoas já falaram que a natureza é quem vai dar a resposta pelo que fazemos com ela. Muitas pessoas já falaram que ela já está dando esta resposta. São muitas catastrofes naturais antes menos comuns. Derretimento das geleiras nos Pólos Norte e Sul. Sobreaquecimento em regiões aonde já era muito quente. Dentre outros fatores que já se fazem sensíveis. Agora, como podemos perceber pela foto abaixo, a natureza resolveu baixar o nível de vez.

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Amazon Place - Seu novo habitat

Um pedaço do paraíso, destruído para você.

Tem gente que não gosta do greenpeace e de todas as instituições radicais, em todos os âmbitos de atuação, mas é inegável que eles conseguem futucar bem no seu calo.







Anúncio provido pelo BuscaPé


Reciclar, uma das soluções

O video fala por si, não deixe de assistir.








Anúncio provido pelo BuscaPé
Ganhe R$1500,00 a R$4500,00 trabalhando em casa

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Conserve SEU planeta

Ainda da tempo. Acredite nisso.

Se você acreditar, nem tudo estará perdido.

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Sustentabilidade - Regra do 3


A intenção deste video não é fazer propaganda para o banco, mas eles bem sabem fazer uma boa ação de marketing. Pense nas suas 3 atidutes, pelo menos três, e ponha em prática.

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Dicas de Sustentabilidade 005

Dia Mundial Sem Carro

Há exatamente 8 anos, inspirado numa iniciativa da União Européia, em 22 de Setembro é comemorado no Brasil o Dia Mundial Sem Carro, para estimular as pessoas a procurarem alternativas de transporte em substituição ao automóvel.

Mas será que essa moda pega também no Brasil?

Para estimular este raciocínio, e fazer a quebra de paradigma de que a vida sem o automóvel não flui, lembremos que o importante em ter um automóvel é o próprio deslocamanto.
E este deslocamento vai gerar um custo.

Consideremos a seguinte situação: você, um brasileiro, com média de 78kg distribuídos pelo seu belo corpitcho e precisa ir à padaria comprar 500g de pão de sal (cacetinho, francês...) para o café da manhã de sua família que contém 3 pessoas. Em geral, pelo nosso sentimento fraternal e igualitário, cada um comeria 3 pães e a empregada comeria o que sobrou, admitindo que cada pão tem uma massa média de 50g. Comer pão puro não agrada a todos, então inclua na sua listinha de compras 250g de manteiga, 250g de queijo e mais 1 litro de leite (consideremos a densidade do leite ρleite = 1(kg/dm³), ou seja, 1 litro tem como massa 1 kg). Você é morador de uma cidade de porte médio, e a padaria mais próxima está a 800m de sua residência.

Certamente depois de uma boa noite de sono, acorda disposto e ansioso pelo café da manhã. Com toda esta disposição, você tem algumas opções para providenciar seu dejejum:
  • ir de carro;
  • ir de ônibus;
  • ir andando.

Tendo um raciocínio lógico apurado, e consciência ambiental, você resolve analisar qual a melhor opção para resolver este "problema" de todas as manhãs.

Indo de carro, você desenvolveria uma velocidade média de 40km/h, isto considerando que a esta hora da manhã o trânsito esteja fluindo bem. Suponhamos que você saiba dirigir de forma econômica e que seu veículo esteja em ótimo estado de funcionamento, e nestas condições tenha um consumo médio de 10km/l. Consideremos também que seguindo o fluxo de ida e volta de forma adequada (andando na mão, fazendo os retornos nos locais adequados, sem mudanças de faixa continuamente, e sem ultrapassagens desnecessárias) você ande com o seu carro o equivalente a 1,800 metros. Andando esta distância, seu veículo consomiria 170 ml de combustível, e sendo este a gasolina, baseado no artigo "Vai de álcool ou gasolina?", emitiria 380g de dióxido de carbono, e retiraria da atmosfera 440g de gás oxigênio. Se considerarmos o litro do combustível R$2,70, você gastaria neste processo 44 centavos. Somando o tempo de todo este processo, na ida e volta seriam gastos em média 2 minutos e 42 segundos, mais 1 minuto e meio manobrando para estacionar e sair do estacionamento, 4 minutos e 12 segundos. Para arredondar este valor, vamos adicionar nesta soma o tempo para sair como carro de casa e para estacionar quando voltar da padaria, assim você terá gasto 5 minutos durante o deslocamento.

Indo de ônibus
, a velocidade média seria em torno de 15km/l, considerando os tempos de paradas nos pontos intermediários ao seu destino. Com passagem de R$ 1,70 (caso de muitas cidades de porte médio), só com o traslado seriam gastos R$3,40, aproximadamente o mesmo valor que se gastaria com as compras. Precisa continuar as contas? Bem, por aqui eu me dou por satisfeito e encerro qualquer probabilidade para esta opção.

Indo à pé
, com toda a disposição que você tem pela manhã, como foi acima referido, suponhamos que você vai a uma velocidade média de 5km/h, uma boa velocidade de cruzeiro para quem está à pé, não é nem um passeio nem uma corrida, é apenas um deslocamento com objetividade. Lembremos que para quem vai à pé não há contra-mão, e que a distância da residência à padaria é de 800m, assim podemos supor que estes 1600m da ida e volta seriam percorridos em 19 minutos. Não se gastaria dinheiro com combustível, com passagem de ônibus, não seriam emititos gases que contribuem para o efeito estufa nem retirados gases essenciais para nossa respiração, e ainda se faria um exercício matinal que é super saudável. É uma ótima oportunidade para fazer uma boa reflexão, programar seu dia, pensar na sua vida, e isso respirando um ar fresco logo pela manhã (indo à pé você pode escolher seu trajeto, e pode escolher vias menos movimentadas pelos veículos, diminuindo assim o percentual de monóxido de carbono que viria a respirar).

Bem, a intenção era analisar a real necessidade de se utilizar um carro. Na maioria das vezes, esta necessidade que se traduz em um capricho, como se fosse enormemente mais prático enfrentar o trânsito do que dar uma caminhada. Certamente muita gente não vai se deixar convencer por este método, mas vale a reflexão sobre a real utilidade de um automóvel. Opções existem para cada caso. Há quem possa ir à pé, quem prefira as bicicletas, há quem possa ir de ônibus, e no caso de realmente ser necessário ir de carro, vá de carona, ou ofereça carona, afinal, seu carro pode ser muito mais eficiente, do que você simplesmente ter que pagar combustível fóssil para locomover 1 tonelada de aço para transportar 80 kg (78kg seus, motorista, e 2 kg no caso das compras matinais que tomamos como referência).

Você também pensava em mudar sua geração?

Video de impácto veiculado na televisão, produzido pelo GreenPeace:








Anúncio provido pelo BuscaPé


domingo, 21 de setembro de 2008

Até quando nosso meio será um bom ambiente?

Pense nisso:








Anúncio provido pelo BuscaPé


quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Calculadora de Carbonos

Artigo com modificações, retirado de: http://visaocontraria.blogspot.com


Você sabe o que significa pegada ecológica?

Pegada ecológica é uma forma de avaliar quanto cada pessoa consome de recursos naturais e energia, medidos em hectares de terra. No nosso cotidiano, seja na alimentação, transporte, vestuário, habitação ou lazer usamos energia e produtos obtidos de recursos naturais, renováveis ou não, oriundos dos nossos ecossistemas. A integridade destes depende também de diminuirmos o desperdício desses recursos. A renovação de alguns desses recursos e serviços ambientais é lenta quando comparada com a velocidade do consumo da nossa sociedade.

Mas o que é pegada de carbono?

Uma outra forma de avaliar o impacto que nosso consumo tem sobre o ambiente é por meio da estimativa de emissões de gases de efeito estufa associada às nossas atividades cotidianas e que alguns denominam como pegada de carbono.

No site do idec você pode calcular sua pegada de carbono (CO2) e assim ajudar a salvar a Terra. Segundo este método, minhas emissões estão abaixo da média das populações em países desenvolvidos, mas sempre pode-se melhorar um pouco mais. Faça este teste você também. Clique AQUI! e saiba se você realmente está ajudando o mundo em que vive com toda esse história de aquecimento global.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Dicas de Sustentabilidade - 004

Sabia que é possível fazer o controle de pragas em casa e nos animais de estimação sem causar danos ao meio ambiente? Vejamos como:
  1. Baratas: Feche todos os pequenos buracos e trincas ao longo de rodapés, forros e entorno de canos, torneiras, etc. Se necessário aplique uma leve camada de BÓRAX (produto não tóxico disponível em farmácias) no piso ao lado de refrigeradores, armários e fogçao. Refaça a camada se esta se tornar úmida ou se perder a eficácia.
  2. Moscas: Use telas protetoras nas janelas. Construa uma armadilha com uma fina camada de mel sobre papel amarelo, que atrairá as moscas e as manterá coladas.
  3. Rator e camundongos: Mantenha armários e despensas limpas e fechadas. Se eles aparecerem, use os gatos, predadores naturais. Você também pode misturar uma parte do gesso com uma parte de farinha e um pouco de açúcar e pulverizar a mistura por onde os ratos passam. Mas cuide para que seja um lugar sem acesso de animais de estimação ou crianças.
  4. Traças: Mantenha as roupas limpas, secas e bem arejadas. Coloque-as ao sol regularmente. Se necessário, coloque nos armários sachês de tecido de algodão recheados com raspas de cedro
  5. Mosquitos: Citronela e lavanda são ótimos repelentes. Use telas protetoras nas janelas e mosquiteiros sobre as camas.
  6. Aranhas: Deixe-as em paz, elas ajudam a controlar outros insetos.
  7. Carrapatos e pulgas: Se seus animais de estimação estão infestados, lave-os bem com sabão e água morna. Seque-os completamente e os enxágue com uma solução preparada com meia xícara de alecrin colocada em água fervente e descansada por 20 minutos. Espalhe a solução por todo o animal e deixe-o secar ao ar livre. Não use toalha. Para prevenir infestações, acrescente levedura de cerveja e alho às refeições do seu animal de estimação.

domingo, 14 de setembro de 2008

Sexo ecologicamente correto

A seção mexicana do Greenpeace lançou em seu site uma cartilha para fazer a vida sexual daqueles que estão preocupados com a questão ambiental muito mais ecológica. A página é uma das mais acessadas do site e trata com bom humor as dicas para o sexo ecológico. “Cuidar da Terra nunca foi tão erótico”, diz a apresentação do site.
Na forma de um decálogo, as dicas dão conta de variadas práticas sexuais, das tradicionais às mais ousadas. O primeiro mandamento orienta os amantes a apagar as luzes como uma forma de economizar energia. “Da sua cama, é possível começar uma revolução energética.”
A procedência da madeira com que é feita a cama e até instrumentos usados em relações sadomasoquistas também devem ser levados em consideração pelos ecologistas na hora do amor.

O último mandamento do decálogo do sexo ecológico ressuscita o velho lema dos hippies dos anos 1960: “Faça amor, não faça guerra”.
Artigo na integra: http://www.greenpeace.org/mexico/news/c-mo-enverdecer-tu-vida-sexu






Anúncio provido pelo BuscaPé

Dicas de Sustentabilidade - 003

Como podemos aumentar a nossa eficiência em relação ao nosso deslocamento é sempre uma dúvida latente. Vejamos algumas dicas:

1. Antes de usar o carro, pense se você não pode ir de ônibus, de bicicleta ou até mesmo a pé. Os veículos são responsáveis por mais de 50% da poluição nas grandes cidades. Em São Paulo, este número chega a 90%.

2. Dê carona. É melhor quatro pessoas num carro do que quatro carros com uma pessoa. Pense no ar que você respira e leve de brinde 75% de economia.

3. Prefira o transporte coletivo. Se ele não é disponível ou não oferece boa qualidade, pressione a prefeitura do seu município.

4. Evite usar automóvel: lembre-se do estresse, dos custos dos congestionamentos, da perda de tempo na busca de vagas, do preço dos estacionamentos e das multas de trânsito.

5. Se tiver que usar o automóvel, mantenha-o em boas condições de uso. Revise periodicamente a pressão dos pneus, o alinhamento das rodas, o estado do filtro do ar, da carburação ou sistema de injeção, velas de ignição, etc.

6. Se realmente tiver que comprar um carro novo, escolha o que melhor se adapte às suas necessidades e consuma menos combustível. Se optar por um modelo com ar-condicionado, certifique-se de que o sistema não use os gases CFC ou HFC.

sábado, 13 de setembro de 2008

Dicas de Sustentabilidade - 002

Lembrando, lixo só é realmente lixo quando ele perde totalmente sua utilidade. O que pode ser considerado lixo por você, pode ser considerado matéria prima para alguém. De uma forma que todo mundo entenda, desperdiçar o que quer que seja, é jogar dinheiro fora.

1. Elimine o lixo tóxico. Para os outros tipos de lixo, vale a lei dos três "R"s: Reduza, Reutilize e Recicle.

2. Ao ir à feira ou ao supermercado, leve uma sacola, você estará diminuindo a quantidade de plásticos jogados no meio ambiente.

3. EVITE objetos feitos de plástico. Eles utilizam petróleo na sua fabricação e são fonte de contaminação do ambiente.

4. Não consuma bebidas em garrafas PET. Por entupirem bueiros e galerias, elas são uma das principais causas de enchentes nas grandes cidades.

5. O vidro é responsável por 3% do lixo residencial do país. Reutilize-o ou recicle-o.

6. Ao comprar um produto, preste atenção na EMBALAGEM que você está levando. Recuse as que não informam a sua composição química e eleja as ecologicamente corretas.

7. A extração de ferro, estanho e alumínio é cara. Esses minerais, uma vez tirados da natureza, levam milhares de anos para se renovarem. Por isso, evite-os e recicle-os.

8. Tire seu nome do "mailing" de empresas que enviam correspondências que não interessam. Evite a derrubada de mais árvores.

9. Prefira móveis feitos de material reciclado.

10. Não jogue fora sua mobília. Dê para alguém ou a reutilize.

11. Madeiras podem ser sempre reaproveitadas. Reduza a produção de lixo procurando lugares que as aceitem ou recolham.

12. Ao reciclar o alumínio, você estará economizando 90% da energia necessária para produzi-lo.

13. Prefira substitutos simples e naturais a produtos com vários ingredientes químicos complexos. Materiais naturais usualmente envolvem menos poluição e interagem mais suavemente com o ambiente e com nossos corpos.

14. Utilize os dois lados do papel. Não desperdice. As árvores agradecem.

15. Na compra de carpetes, evite fibras sintéticas em favor dos materiais naturais, como algodão e lã. E compre somente aqueles que não foram tratados com inseticidas, fungicidas e impermeabilizantes.

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

A menina que calou o mundo por 5 minutos

Esta garotinha tinha apenas 13 anos. Nesta ocasião, representando a ECO - Organização das Criançãs em Defesa do Meio Ambiente, esta canadense foi escolhida para fazer um discurso para pessoas muito importantes. Vejam como foi este discurso:


terça-feira, 9 de setembro de 2008

Dicas de Sustentabilidade - 001

Você sabia que CADA TONELADA de papel reciclado EVITA a derrubada de 16 a 30 árvores, ECONOMIZA 2,5 barris de petróleo, 100 mil litros de água e 5 mil quilowatts-hora de energia elétrica?

Pois é verdade, 1 resma (500 folhas) pesa em média 2,3kg, logo para termos 1 tonelada de papel necessitamos de aproximadamente 435 pacotes de papel. Parece um número muito grande? Então ANALISE quanto de papel se consome no seu escritório, escola/faculdade e entre seus amigos no período de 1 ano e veja quantas árvores necessitarão ser plantadas para suprir esta demanda. Agora 435 já não é um número tão absurdo assim, não é mesmo?

Tente conseguir adeptos ao uso do papel reciclado nestes ambientes acima citados, e ENSINE a fazer USO RACIONAL do mesmo. Uma folha com um rabisco ou com uma orelha não merece ir parar na lixeira, mas pode virar papel de rascunho no lugar de uma folha nova. Imprima e escreva na FRENTE e no VERSO de uma folha, e faça um uso mais racional do seu dinheiro. Lembre-se que quando você paga por uma folha, você está pagando por 2 páginas.


domingo, 31 de agosto de 2008

Como fazer uma CASA SUSTENTÁVEL

Artigo retirado do WebSite: arquiteturadaterra.hpg.ig.com.br

Uma habitação, para ser SUSTENTÁVEL, deve desde o PROJETO contemplar soluções para:

  • Utilização de materiais de construção e acabamentos NÃO POLUENTES, desde a extração da matéria prima, transporte, uso ao longo de sua vida útil, e no descarte. Cada região favorece a utilização de um tipo de material, que seja mais abundante.
  • Projeto que possibilite ILUMINAÇÃO E VENTILAÇÃO NATURAIS sem demanda de energia elétrica, e posicionamento de reservatórios de água que dispense o uso de bombas. Deve-se tirar partido do desnível natural do terreno, evitando movimento de terra.
  • Atmosfera saudável, ser bem ventilada e iluminada.
  • AUTO-SUFICIÊNCIA em produção de ENERGIA (solar, eólica ou bio-digestor), armazenada em geradores.
  • Armazenamento e aproveitamento da ÁGUA DAS CHUVAS.
  • Tratamento e re-utilização das águas servidas (em irrigação e descargas).
  • Equipamentos com mais de uma função (lavatório que também fornece água para irrigação; fogão, que também aquece a água e o ambiente, árvores, que dão sombra e frutas, e também folhas para fertilizar o solo...).
  • A habitação deve atender às necessidades específicas de cada família, de acordo com o que ela deseja e acredita.

O site a seguir apresenta passo a passo um projeto muito interessante de uma construção com baixo impacto ambiental.




Outra experiência muito interessante á a construção da Casa da Montanha, em Yvy Porã, numa propriedade onde se vive de acordo com os princípios da Permacultura. Está sendo construída pelas próprias mãos dos proprietários, com recursos locais, sem o suporte de grandes empresas.




quarta-feira, 18 de junho de 2008

Você sabia?


• Que cada pessoa produz DIARIAMENTE 1,2 kg de lixo, em média?

• Que o Brasil produz cerca de 100 MIL TONELADAS de lixo por dia?

• Que o Brasil recicla MENOS DE 5% do lixo urbano – valor muito baixo se comparado à quantidade de material reciclado nos Estados Unidos e na Europa (40%)?

• Que de tudo que é jogado diariamente no lixo, pelo menos 35% poderia ser reciclado ou reutilizado, e outros 35%, serem transformados em adubo orgânico?

• Quanto tempo o lixo leva, em média, para se decompor?

Papel ........................ 3 meses

Palito de fósforo.......... 6 meses

Ponta de cigarro ......... 1 a 2 anos

Chiclete .................... 5 anos

Lata ........................ 10 anos

Sacos Plásticos ........... 30 a 40 anos

Garrafa de plástico ..... mais de 100 anos

Latinha de cerveja ...... 200 anos

Tecido ..................... de 100 a 400 anos

Fralda descartável ...... 600 anos

Vidro ...................... mais de 4000 anos !!!!!!

• Que para se fazer uma tonelada de papel são derrubados VINTE EUCALIPTOS, que demoram 7 anos para crescer?

• Que para cada tonelada de alumínio são retiradas da terra QUATRO TONELADAS de bauxita?

• Que uma única pilha contamina o solo por 50 anos?

• Que uma torneira a pingar significa que 190 litros de água POR DIA estão escorrendo cano abaixo?

Fonte: WebSite NaturalLimp


terça-feira, 20 de maio de 2008

Olha o 'ólho'!

Texto adaptado, autor desconhecido

O que fazer com o óleo usado? É, aquele mesmo que usamos para passar o bife ou fritar umas batatinhas... Você sabe aonde joga os óleos das frituras em casa? Mesmo que não façamos muitas frituras, quando o fazemos, devemos jogar o óleo na pia ou por qualquer outro RALO, certo? ERRADO!

Esfriado e em contato com a água, o óleo se transforma numa pasta gordurosa, obstruindo o interior dos encanamentos.

É verdade que já há tecnologia para dar um tratamento mais adequado à esse resíduo que costuma entupir as caixas de esgoto, garantindo SUSTENTABILIDADE à vida útil do produto. Já existe quem recolha o produto para produzir sabonete, hidratante, shampoo e principalmente BIODIESEL, no entanto nem todos os que fazem o recolhimento deste resíduo possuem uma logística adequada, que permita que os consumidores mais conscientes dêem o destino mais correto, logo, para estes consumidores o método de descarte mais eficiente deve ser o conhecido 'MÉTODO DO CACHORRO': cava um buraco e enterra tudo.

Jogar pelo ralo é um dos MAIORES ERROS que podemos cometer. Mas por que fazemos isso?
Porque infelizmente NINGUÉM nos diz como fazer, ou simplesmente nunca tivemos curiosidade em nos informar. Sendo assim, o melhor a fazer é colocarmos os óleos utilizados numa daquelas garrafas de refrigerante, fechá-las e jogá-las no lixo normal (ou seja, o LIXO ORGÂNICO).

Este é o destino dado ao 'lixo' na maioria das cidades brasileiras, aonde este buraco também é conhecido como aterro sanitário, o que nem sempre é a melhor opção, mas neste caso é uma opção válida.

Obs: 1 litro de óleo contamina cerca de 1 milhão de litros de água, o equivalente ao consumo de uma pessoa - dados referentes a banho, comida e consumo - no período de 40 anos.

Clique Aqui!

terça-feira, 6 de maio de 2008

Vai de Álcool ou Gasolina?

Autor: Eduardo Meireles de Oliveira
Fonte: Aula ministrada pelo Prof. Dr. Felipe Soto Pau

Muito se especula sobre qual combustível usar quando há um aumento nas bombas de combustível, mas vamos conhecer um pouco mais sobre a gasolina e o etanol, para fazer uma análise do custo benefício real de cada um.

A GASOLINA é basicamente um composto de hidrocarbonetos aonde se encontram diluídos alguns outros compostos, como enxofre, nitrogênio e também metais, todos estes em baixa concentração. É um produto proveniente da EXTRAÇÃO do PETRÓLEO e tem uma cadeia produtiva bastante complexa. Sua combustão produz uma parcela relativamente alta – cerca de 18% – de CO2 (gás responsável pela retenção do calor na terra, ou seja, que incrementa do efeito estufa). São emitidos pelas descargas veiculares além deste gás alguns outros componentes em menor quantidade, alguns tratados pelo conversor catalítico automotivo, e transformando-se em gases inertes, e outros ainda sem tratamento (a exemplo do enxofre).

terça-feira, 1 de abril de 2008

Compras de NATAL


Msg de teste:














http://pmstrk.mercadolivre.com.br/jm/PmsTrk?tool=5517713&go=[http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-89455979-casa-ecologica-para-cachorro-dog-05--_JM]

O natal está chegando, e sempre existe aquela cobrança da sociedade pelos presentes. Sempre temos que dar presentes. Mas já parou para pensar na utilidade do seu presente.

Numa sociedade consumista como a nossa, quando compramos por puro capricho, quem paga a conta é o meio ambiente.

Se comprassemos só o que temos necessidade, comprariamos algo realmente com algum valor agragado, e não produtos descartáveis a cada estação. Isto faria a indústria melhorar a qualidade de seus serviços, para suprir a necessidade de um consumidor muito mais seletivo.

Pense em algo útil para presentear quem você deseja. Se for uma lembrancinha apenas, que não seja uma daquelas descartáveis.

Dê valor ao seu dinheiro!

Existe muitas pessoas que ainda têm receio de comprar pela internet. É de fato um bom receio, não sair fornecendo informações confidenciais a qualquer site que possa ser de procedência duvidosa, mas se você já compra, ou pretende comprar pela internet, faça-o pelas lojas parceiras deste site, e ajude-o site a se manter.

Contamos com a parceria das lojas Submarino, Americanas.com e MercadoLivre.com. Antes de comprar, compare os preços do produto que deseja através do serviço Buscapé ou BondFaro, e boas compras.

Se minha palavra tem alguma credibilidade para você, lhe garanto que Submarino e Americanas.com são lojas seguras, quanto ao MercadoLivre.com, escolha com atenção seu fornecedor antes de fechar o negócio.

E boas compras.